Poucos sabem mas a água representa cerca de 60% do nosso peso corporal sendo grande responsável pelas reações químicas que ocorrem em nosso organismo, além de auxiliar na manutenção de nossa temperatura, participar dos processos fisiológicos e transporte de substâncias, desde a circulação, digestão, absorção a excreção de toxinas.

A perda excessiva de água, principalmente durante a prática esportiva, ocasião em que eliminamos boa parte do líquido através do suor, pode levar a distúrbios graves, como o aumento do batimento cardíaco, tonturas, espasmos musculares e problemas renais. Por essa razão, dependendo da intensidade do exercício, a ingestão de água apenas não é capaz de repor os eletrólitos perdidos, sendo recomendado o consumo de isotônicos, ricos em vitaminas e sais minerais, essenciais para o nosso organismo.

O processo de desidratação ocorre quando a eliminação de água é maior que a sua ingestão. Normalmente, a insuficiência de água faz com que a concentração de sódio no sangue aumente, diminuindo a sudorese e a quantidade de urina a ser eliminada. Por isso a hidratação pré e pós-treino é tão significativa.

No caso de atletas de alto rendimento, é importante o consumo de 1,5l de água para cada quilo perdido durante as atividades. Mas não esqueça que independente da prática de exercícios, água é fonte de vida. Não deixe de carregar uma garrafinha consigo sempre que possível!