Quem nunca ouviu falar que comer gelatina faz bem para a pele, cabelos e unhas? Esse mito nasceu porque se acreditava que a gelatina seria um alimento rico em colágeno. Porém, não é exatamente isso o que acontece.

As versões encontradas no supermercado é uma bela mistura de corantes artificiais, conservantes e muito açúcar! E só um pouquinho de colágeno! Uma avaliação feita pela PROTESTE detectou que os produtos avaliados possuíam uma quantidade ínfima de colágeno, muito abaixo do que seria necessário para trazer algum efeito. Mas e as versões diet e light? Bom, tirando a ausência ou redução de açúcar, de resto nada muda.

Sobremesa ideal é fruta. Mas às vezes é difícil abrir mão de um docinho depois da refeição. Que tal trocar a gelatina comum pela gelatina incolor misturada com frutas? E se eliminar a gelatina do seu cardápio parece muito radical, restrinja o seu consumo a uma vez por semana no máximo. Lembre-se que todo exagero é prejudicial à saúde.