Obesidade nada mais é do que o acúmulo excessivo de tecido adiposo de uma maneira que comprometa a saúde do indivíduo. Ela atinge pessoas de todas as idades, sexo e classe social. O maior problema da obesidade é que normalmente ela não está sozinha. Várias outras doenças podem estar associadas, como: diabetes tipo 2, hipertensão, doenças do coração, problemas respiratórios, ortopédicos e até alguns tipos de câncer.

Hoje em dia, estão disponíveis no mercado muitos métodos de emagrecimento. Infelizmente a maioria deles, enganosos e insatisfatórios. Para se ter uma real perda de peso duradoura, não existe milagre, nem cápsulas, nem sopas, nem dietas malucas e sim uma alimentação adequada aliada à atividade física. Esse é o único tratamento comprovadamente eficaz, que pode muitas vezes demorar mais para ser finalizado, porém, após o término dele, dificilmente haverá reganho de peso.

Todos os dias são criadas novas dietas para “chapar” a barriga, para eliminar vários quilos em uma semana, para emagrecer rápido, para emagrecer devagar, para ficar igual àquela atriz famosa, enfim… inúmeras! Pois então, vamos aqui esclarecer alguns pontos cruciais para quem está pensando em começar a fazer alguma dieta da moda:

• Ninguém “chapa” a barriga com dieta, precisamos sim de atividade física específica aliada à alimentação saudável;
• Dietas líquidas são perigosas. Normalmente essas dietas não atingem a quantidade de nutrientes necessários para suas atividades diárias;
• Tirar o carboidrato da sua alimentação é igual a tirar o combustível do seu carro ele vai andar? Pense nisso!
• Dietas em que o jejum é proposto são muito perigosas. Isto porque aumentam muito o risco de hipoglicemias (queda na taxa de glicose no sangue) e até de desmaios. O corpo praticamente entra em colapso, pois precisa transformar gordura (presente nos tecidos adiposos) e proteínas (presentes nos músculos) em energia para continuar funcionando. Este processo produz substâncias tóxicas (cetonas) que, a longo prazo, podem ser prejudiciais para o organismo.

Então, o que é melhor? Fazer uma dieta qualquer, emagrecer alguns quilinhos e engordar o dobro tempos depois ou fazer uma dieta equilibrada, que disponibilizará energia suficiente para todas as atividades do dia a dia, fazendo com que você perca peso mais lentamente, mas com menos chance de reganho de peso?